Casa Lembrada, Casa Perdida

“[…] É um canto onde a civilização não passa. Ali floresce o funcho, o cidró, e viceja o inço. Ali as flores do mato se assanham sob o vento, junto às laranjeiras e figueiras, tudo debaixo do frondoso abacateiro da vizinha que teima em estender seus braços pro lado do meu pátio. Ali, naquele canto mora alguém. Alguém que me puxa pelo braço e me detém, quando passo distraída. E me prende os olhos, como que hipnotizando, e abre alguma coisa dentro de mim, sem pedir licença, e vai entrando, e tomando conta de todo o meu eu. É como se fosse o dono do tempo, ou coisa assim. Não consigo batizar-lhe nunca, a não ser por “aquela coisa”. E talvez resida aí o fascínio do mistério.”

Irene Genecco de Azambuja
“O mundo no fundo do meu pátio” in “Casa Lembrada, Casa Perdida”, Edições AG.

“Casa Lembrada, Casa Perdida” é uma obra resultante do “XXV Concurso Internacional Literário” das Edições AG, Brasil.

Destacaram-se, neste concurso, os seguintes autores:

Categoria: POESIA

Eliana Holtz
São Paulo, SP
1º lugar
Texto: “Desconstrução”

Cláudio Ferreira dos Santos
Mogi das Cruzes, SP
2º lugar
Texto: “Coisas de criança”

Lurdes Breda
Liceia, Portugal
2º lugar
Textos: “Entardecer” / “Dueto de amor em 4 estações”

Minês Castanheira
Porto, Portugal
2º lugar
Texto: “A cidade da Alameda”

Categoria: CONTO

Maria de Lourdes Maia Gonçalves
Itajubá, MG
1º lugar
Texto: “Simplesmente uma nuvem”

Angela Rosana Mattos Zalamena
Porto Alegre, RS
3º lugar
Texto: “On line”

Valdemir Matos de Souza
Itaboraí, RJ
3º lugar
Texto: “Água de cheiro”

Categoria: CRÓNICA

Irene Genecco de Azumbuja
Florianópolis, SC
1º lugar
Textos: “O mundo no fundo do meu pátio” / “Ampulheta”

Dirceu Badini Martins
Nova Friburgo, RJ
2º lugar
Texto: “O prego”

Maria Ana Silva
Lisboa, Portugal
4º lugar
Textos: “Na beira da foz, nascente da coragem” / “Ser normal” / “A luta amada”

Voltar