notícias

Cartaz reduzido

O rio Mondego já era citado por viajantes e historiadores, na época dos romanos, que lhe chamavam Munda. Na Idade Média, o rio, que todos diziam ser belo e rico, manteve o nome. Munda significa transparência, claridade e pureza. O Mondego é, por certo, o rio português mais “cantado” por poetas e escritores. Desde Sá de Miranda, a Camões, Eugénio de Castro, Miguel Torga ou a António Nobre e perpetuado também pela voz de músicos como José Afonso. O Mondego é, assim, o ponto de partida para uma viagem pela Literatura de Língua Portuguesa espalhada pelos vários continentes. Corrente de palavras, sons e imagens a navegarem até ao concelho de Montemor-o-Velho, onde aportarão escritores, ilustradores, artistas plásticos, contadores de histórias e músicos de várias nacionalidades e culturas a uma só língua.

“Munda Lusófono – 1º Encontro Literário de Montemor-o-Velho” é um evento organizado pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, através da Biblioteca Municipal Afonso Duarte, com a coordenação da escritora montemorense Lurdes Breda, que irá decorrer, em Montemor-o-Velho (Portugal), nos dias 4 e 5 de outubro de 2014.

Este encontro, que terá um caráter multidisciplinar e abrangerá, para além da literatura, a ilustração, as artes plásticas, a música e o teatro, será, por isso, dirigido a escritores, ilustradores, artistas plásticos, contadores de histórias, músicos, atores e a público em geral.